Os tempos de glória do Internet Explorer como o queridinho da web se foram

Pelo jeito o navegador que era praticamente dono da web está caindo num buraco que parece que nem tem fundo. O Internet Explorer agora é usado por menos de 50% da web. Isso quer dizer que mesmo com a Microsoft informando que seus engenheiro estão trabalhando na melhora do navegador parece que não está surgindo muito efeito. Ou será que é tarde demais?

Um estudo realizado pela Net Applications colhido pela Arts Technica, mostrou que o uso do Internet Explorer caiu para menos de 50%, considerando também a navegação móvel. Segundo o estudo o Browser é o principal em 52,63% dos desktops, mas o número cai para 49,59% quando os navegadores móveis também entram na conta.

Não é de hoje que alguns desenvolvedores não olham com bons olhos o IE por causa de suas limitações com relação a novas tecnologias. Uma das versões que muitos desenvolvedores nunca esquecerão é o IE6, que deixou traumas até hoje. Teve até manifestações e desenvolvedores bloqueando o browser para seus projetos.

Mas será que o internet explorer corre o risco de desaparecer? É bem provável que ele não corra este risco, já que está ligado diretamente o windows. Mas uma coisa é certa. Ele nunca mais será o mesmo queridinho da web como antes.

Diante dessa história nada boa para o Internet Explorer, o Chrome é o navegador que está mais se beneficiando. Pois aparentemente se tudo continuar a andar como está indo o Chrome irá superar o Firefox ainda em 2012.

Alguém pode se perguntar: “E o que eu tenho a ver com isso?”. O lado bom disso tudo é que não temos um monopólio. Hoje o usuário pode escolher qual navegador utilizar. E o melhor de tudo é que com essa concorrência acirrada temos navegadores de qualidade e que atendem as necessidades reais dos usuários.

Eu mesmo prefiro utilizar o Firefox ou o Chrome. Embora 90% das vezes estou com o Firefox. Claro que não devemos simplesmente abandonar o IE do nada. Vai depender de como você vai utilizar a internet. No caso de sites, devemos lembrar que ainda tem muita gente que navega com o IE portanto devemos ter muita cautela no lançamento de um site.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta